O Titulo – Ampliação

O título de Maria Auxiliadora

Dom Bosco em 1862 confiava a Dom Cagliero:
“Nossa Senhora quer que a honremos com o título de Maria Auxiliadora; os tempos correm tão tristes que precisamos que a Virgem Santa nos ajude a conservar e a defender a fé cristã”. O título não era novo na Igreja. Desde 1500 estava já nas ladainhas lauretanas. A devoção a Maria Auxiliadora era já conhecida na época de S. Pio V. Desde 1684, em Munique, que aparecera a Arquiconfraria de Maria Auxiliadora. O Papa Pio VII institui a festa de Maria Auxiliadora, fixando-a no dia 24 de Maio, dia do seu regresso a Roma, depois da libertação da prisão de Napoleão (1814). Em 1868 Dom Bosco escrevia:
“Uma experiência de dezoito séculos faz-nos ver que Maria Santíssima continuou no céu, com o maior sucesso, a missão de Mãe da Igreja e Auxiliadora dos cristãos que começou na terra”.

Ampliação do Santuário

Em 1934 (ano da canonização de Dom Bosco) começaram os trabalhos de aumento e embelezamento do Santuário.

1 – Motivo pastoral e civil: Eram trabalhos necessários por causa do aumento da população na zona de Valdocco
2 – Motivos de segurança: por causa da dificuldade de sair da igreja nos dias em que vinha muita gente às celebrações e
3 – Motivo espiritual e salesiano: por fim, porque se queria dedicar um altar digno a Dom Bosco.

A ampliação foi projectada e realizada pelos arquitectos Mário Ceradini e pelo salesiano coadjutor Giulio Valotti.

As principais novidades foram:

1 –  O novo altar a S. João Bosco;
2 –  A ampliação do presbitério, com o recuo e renovação do altor-mor;
3  –  A segunda cúpula de 12 m. de diâmetro com as palavras latinas:
+++++++++++++++++ „ Hic domus mea, inde gloria mea “
   ++++++++         ” Aqui a minha casa, daqui a minha glória “.
4 – 
As duas capelas laterais com as respectivas tribunas (a da esquerda para o grande órgão, o maior do Piemonte).
As duas capelas estão ligadas com uma galeria com vários pequenos altares dedicados a Cristo Crucificado e a vários santos (San  José Cottolengo, San José Cafasso, director espiritual de Dom Bosco, a San Pio V…  A decoração de toda a Igreja foi confiada ao pintor Cussetti.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *