A Capela São Pedro

A CAPELA DE SÃO PEDRO

Entre os anos de 1935 a 1938 foram efetuados importantes trabalhos de reestruturação e ampliação do Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora. Há tempo, os Superiores salesianos haviam manifestado o desejo de levar à frente este compromisso a fim de oferecer à Basílica grandeza  e esplendor, mas sobretudo para honrar o tão esperado reconhecimento da santidade de Dom Bosco (foi proclamado santo em 1º de abril de 1934).
Evidentemente a urna que continha o corpo de Dom Bosco devia ocupar um lugar de destaque na igreja renovada. Mas onde? Na parte central do santuário, num espaço à forma de capela, à direita de quem entra pela porta principal, Dom Bosco erguera um altar dedicado a São Pedro, com uma tela de 4 mts que representava o príncipe dos apóstolos no ato de receber de Jesus o poder das chaves. Nosso pai Dom Bosco costumava, de preferência, celebrar a santa Missa neste altar a fim de demonstrar seu grande amor a São Pedro e sua veneração pelo papa. Os Superiores salesianos, com pesar, sacrificaram este altar e, no seu lugar, mandaram construiroutro, com arrojadas linhas monumentais, onde foi colocada a urna do santo. Mas, ao mesmo tempo, não quiseram perder a preciosidade das antigas lembranças. Num espaço que é o prolongamento da cripta do santuário, e exatamente sob a atual sacristia, foi erguida uma linda capela logo denominada “Capela de São Pedro”, por causa do altar  que da basílica encontrou aqui nova colocação. Aos lados do altar erguem-se quatro colunas de mármore que Pe. Miguel Rua, 1º sucessor de Dom Bosco, durante o primeiro restauro do Santuário (1891-1893) quisera fossem colocadas junto ao grande quadro de Nossa Senhora Auxiliadora, a fim de evidenciar melhor sua beleza.
As paredes do pequeno presbitério são enriquecidas por uma série de pequenos arcos de mármore que desde 1891 se encontravam sob a grande tela do pintor Lorenzone quase a sustentá-la. A pequena capela foi por longos anos frequentada pelos salesianos da Casa Mãe para as orações da comunidade. Teve, em seguida, outros destinos; infelizmente, com o passar do tempo acabou caindo no mais completo esquecimento. Por ocasião do Ano Santo de 2000 e a ostenção do Santo Sudário, foi decidido de recuperá-la ao antigo esplendor, pondo em evidência na parede do fundo, a antiga tela que por mais de 60 anos tinha sido escondida ao público.
No dia 25 de setembro do ano 2000, à presença dos Salesianos de Valdocco e o Inspetor P. Luigi Testa, com a celebração solene das Vésperas e a incensação do altar (o altar foi consagrado no dia 09 de junho de 1868 no mesmo dia da sagração do Santuário pelas mãos do então arcebispo Dom Riccardi di Netro) foi solenemente reaberto à devoção pública um lugar que testemunha a gloriosa história dos nossos humildes inícios. (P. Luigi Basset – Reitor, 2000)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *