Basilica

BEM VINDOS!

Propomo-vos hoje uma “peregrinação virtual” aos lugares principais de Turim – Valdocco, santificados pela presença de S. João Bosco. Esta é a Casa-Mãe dos Salesianos (SDB). Foi aqui que Dom Bosco começou a sua obra com os jovens. Primeiro com aqueles de Torino e depois, através dos seus filhos e filhas (a Família Salesiana) com a juventude de todo o mundo. Aqui está a memória histórica dos salesianos; aqui estão as principais recordações da sua origem. Entre estas destaca-se o Santuário de Maria Auxiliadora. Este santuário foi erigido por S. João Bosco como monumento de reconhecimento à Virgem Maria, com o título de AUXILIADORA. Deveria ser a igreja mãe e o centro espiritual da obra salesiana.

A verdadeira devoção a Maria conduz ao encontro com Cristo e com os irmãos na Igreja.

As etapas de toda a peregrinação verdadeira, real ou virtual, devem, ser:
1. Escuta da palavra de Deus.
Tal como os discípulos de Emaús, precisamos de reencontrar, na familiaridade com Jesus e com a sua Palavra de vida eterna, a alegria e a esperança. 2bma_navata
2. A Oração
Sem ela não se pode crescer espiritualmente e não há adesão àquilo que o Senhor nos ensinou com as palavras e as obras.
3. A reconciliação
Com Deus e com os nossos irmãos e irmãs através do sacramento da penitência. Juntamente com a Eucaristia, a confissão era uma das colunas do edifício espiritual e educativo de S. João Bosco.
4. Eucarestia
A Eucaristia: deve ser este o momento culimnante de uma peregrinação. Com a Eucaristia, unimo-nos a Jesus, o nosso salvador, sentido e guia da nossa vida.
5. A entrega a Maria
Jesus na cruz deu-nos Maria como mãe. Entregamo-nos a ela como nossa guia; tomamo-la como modelo e ajuda no caminho rumo a Cristo e ao Pai.
6. Uma fé renovada
Tudo deve conduzir a uma renovação da nossa fé em Jesus Cristo. O cristianismo é muito mais que uma tradição cultural, um conjunto de verdades e de dogmas, um código de comportamento ético. O cristianismo é uma pessoa, é Jesus Cristo, o Vivente, o Caminho, a Verdade e a Vida, Aquele que determina a nossa vida.
7. Um Compromisso renovado
Seria inútil a experiência da nossa peregrinação real ou virtual se depois não sentíssemos o impulso para um maior empenho de amor para com Deus e para com o próximo, na família, no trabalho e na sociedade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *