A.D.M.A.

Fim principal:

1 – Promover a veneração do SSmo. Sacramento e a devoção a Maria Auxiliadora dos Cristãos: Título que parece agradar à Augusta Rainha dos céus”. (Súplica de D.Bosco ao Arcebispo de Turim, in Associação dos devotos de Maria Auxiliadora, S.Benigno Canavese 1890, pág.33).
2 – “D.Bosco deu vida à Associação de Maria Auxiliadora envolvendo-a, com empenhos acessíveis à maioria das pessoas simples, na espiritualidade e na missão da Congregação Salesiana”. (Capítulo Geral 24 SDB: Salesianos e leigos…,1990, n.80, pág. 81).
3 – Oferece um itinerário de santificação e de apostolado” (Memórias Biográficas vol.VII,334) segundo o carisma de D.Bosco (MB VII,334 e Reg.2).

Fundamento e História:

Nossa Senhora vestida de “pastora” indica num sonho a Joãozinho Bosco de 9 anos os destinatários e o método da sua futura missão (MB 1,123ss).
No sonho de 1884 mostra-lhe os cordeiros que o seguem até à meta da longa e fatigante viagem: um pátio, pórticos, uma capela, muitos cordeiros a transformar-se em pastores, os destinatários… e por fim uma segunda e imponente Igreja tendo no interior uma faixa branca com a escrita:
Esta é a minha casa. Daqui a minha glória”.
Às perguntas de D.Bosco a pastora responde: “Quando vires…entenderás” (MB 2,243). Em 1845 num outro sonho D. Bosco vê uma grande planície, muitos rapazes, uma pequena igreja, um pátio pequeno, “uma igreja maior com uma casa ao lado… depois a pastora põe o seu pé no terreno e diz: “Neste lugar onde sofreram o martírio Avventore, Solutore e Ottavio,
Eu quero que Deus seja honrado de uma forma muito especial
A 5 de Abril 1846 D. Bosco reconhece a casa que tantas vezes viu em sonhos…e compreendeu (MB 2,425). Desde aquele dia e especialmente desde as primeiras escavações no fim do outono de 1863 até 9 de Junho de 1868, dia da consagração do santuário de Maria Auxiliadora, ( a escolha definitiva do nome é de 1862), D. Bosco vê realizados os sonhos: construiu a casa da Auxiliadora, partirão os pastores, chegarão numerosos peregrinos…
A esses D. Bosco confia o empenho de difundir a glória e a devoção de Maria Auxiliadora “em todo o mundo” congregando-os mediante a Associação de Maria Auxiliadora (D.Rua no processo diocesano de beatificação de D.Bosco, 23 de Junho 1909. D. Bosco obtém a erecção canónica da Associação do Bispo de Turim, Mons.Alexandre Riccardi no dia 18 de Abril 1869.
O Papa Pio IX no dia 5 de Abril eleva-a a Arquiconfraria com a faculdade de agregar as Associações do mesmo nome e regulamento na Arquidiocese de Turim ; no dia 2 de Março 1877 esta faculdade foi estendida a todas as dioceses do Piemonte. Em 1876 D. Bosco tinha fundado a Pia União dos Cooperadores confiando-lhes um empenho mais forte na espiritualidade e missão salesiana mas continuou a espalhar a Associação de Maria Auxiliadora entre a gente simples do povo.
No dia 25 de Junho de 1889 D. Rua obtém do Papa Leão XIII a faculdade de “erigir e agregar todas as Associações das igrejas salesianas no mundo”; em 1894 esta faculdade abrange também as casas salesianas. Em 1896 a faculdade de agregar estendeu-se às igrejas de todo o mundo.

Mediante pedido de Madre Catarina Daghero, Superiora das FMA, a Congregação dos Religiosos do Vaticano autorizou o Reitor Mor dos Salesianos “em perpétuo” a erigir, agregar e nomear o Director das Associações que surgissem nas obras das FMA do mundo inteiro (31 julho 1913). D. Paulo Albera, Reitor Mor, em 1914 obtém a dispensa das distâncias regulamentares requeridas para a erecção de cada uma das Associações (Arquivo da Congregação salesiana,55-XXXIV-XXXVIII,55-XXXIX,55-XL).
O ADMA tem hoje uma autonomia e fisionomia bem definidas.
No dia 5 de Julho 1989 o Reitor Mor D. Egídio Viganò com o conselho geral reconhece a pertença do ADMA à família Salesiana: “Não é uma expressão de simples entusiasmo e de fácil consentimento. É antes um dado que vem das origens e que enriquece a nossa família, põe em relevo a extraordinária importância do santuário de Turim-Valdocco; é fruto do fecundo ano de graça que foi o centenário do 88” (Carta de D.Viganó aos Associados e ao Reitor do Santuário de Maria Auxiliadora)..
O ADMA tem o grande e desejado privilégio de ser historicamente o segundo grupo da família salesiana fundado por D.Bosco com o respectivo regulamento escrito por ele mesmo!

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *